Câmara entregou prémios aos artesãos



Em 10 dias de certame, a 30ª Mostra de Artesanato e Cerâmica e Barcelos, que se realizou no Parque da Cidade, entre 27 de julho e 5 de agosto, conseguiu juntar mais de 120 mil pessoas: entre turistas, portugueses e estrangeiros, e barcelenses curiosos para conhecer as mais recentes novidades na arte. No evento que contou com 72 artesãos do município e mais 33 de fora (no total mais 10 stands do que em 2011), a organização distinguiu ainda os melhores artesãos da feira. Na Gala que marcou o ponto alto da mostra, realizada no passado sábado, o presidente da Câmara de Barcelos, Miguel Costa Gomes, considerou que este é “um evento muito importante para o concelho, pela sua capacidade de dinamizar a cultura local e o próprio turismo da cidade. Para os artesãos, o reconhecimento do seu trabalho deve constituir um incentivo para continuarem o trabalho meritório que desenvolvem para manter viva esta arte”.

Aquele que é considerado o maior evento anual de arte popular realizado no concelho, e uma das mais antigas mostras de artesanato do país, registou, este ano, um crescimento sustentado em várias frentes. Seja o aumento do recinto da exposição, que permitiu explorar uma das zonas mais agradáveis do Parque da Cidade, um aumento do número de stands - mais 10 do que em 2011 e, por ventura o mais importante para os artesãos, um acréscimo do número de visitantes: mais de 120 mil, um número que superou as expectativas fixadas.

Na 2ª Gala da Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos, realizada no sábado, dia 4, no Palco Principal montado no Parque da Cidade, a organização distinguiu os melhores artesãos da 30ª edição da mostra. O presidente da autarquia barcelense, Miguel Costa Gomes, marcou presença na Gala para homenagear os vendedores dos três prémios mais importantes e entregar, em mãos, os troféus aos galardoados. António Coelho recebeu o Prémio Inovação, que resultou da escolha de todos os artesãos presentes no certame. João Alonso destacou-se como a Revelação de 2012 e Júlia Ramalho recebeu o prémio mais aguardado da noite, o Prémio Carreira.

Ao presidente da Empresa Municipal de Educação e Cultura de Barcelos, Augusto Castro, coube a entrega das sete distinções da noite: Glória de Jesus, na categoria de bordados; Adriano Faria, na categoria de Metais, Ferro e Derivados; Manuel Carvalho, pelo seu trabalho na área de Madeiras e Derivados; Mistério na categoria de Figurado; Conceição Pereira, pelo seu trabalho na Tecelagem; Armando Brás na categoria de Olaria e, nas Miniaturas, Fernando Soares.

Na Gala, que ficou ainda marcada por vários momentos musicais, protagonizados pelo Grupo de Câmara da Banda de Música de Oliveira, a organização demonstrou, uma vez mais, que a Mostra de Artesanato e Cerâmica de Barcelos é, sem dúvida, um dos grandes eventos anuais do concelho e que a organização de uma Gala de distinção dos artesãos participantes é um impulso fundamental para o reforço da qualidade e inovação dos trabalhos patentes no certame.

07-08-2012 - Correio do Minho

Sem comentários:

Enviar um comentário